Início > Tecnologia FlashBack > Usando a Tecnologia Flashback no Oracle

Usando a Tecnologia Flashback no Oracle

Bom vou abordar sobre a tecnologia Flashback, muito util em alguns casos para corrigir erros lógicos.

O recurso Flashback permite voltar o banco de dados para algum ponto no passado, desfazendo todas as modificações feitas nos dados, existem três tipo diferentes detecnologias Flashback disponivel

          Flashback Query: Permite consultar o banco de dados na forma como ele se encontrava em algum ponto no passado, sendo aplicado em um select ou voltando sua sessão no passado.FlashBack Versions possibilita a seleção de todas as versões de uma linha ao longo de um período de tempo para mostrar um histórico do que aconteceu na linha

         FlashBack Transaction: Após ter usado o Flashback versions query para determinar a transação causou o problema o oracle pode construir instruções SQL para reverter as modificações isso não é o mesmo que fazer um roll back, é impossivel fazer roll back de uma transação escrita em disco, porém é possivel construir uma transação que reverta o efeito da transação erronea, não há perda de dados apenas da transação que quer reverter.

         FlashBack Table: é possivel reverter todas as modificações feitas em alguma tabela a partir de um determinado tempo.

        Configurando o FlashBack Database:

1 Verificar se o banco esta em modo archivelog, se não estiver configurar o banco em archive mode

select log_mode from v$database;

2 Configurar a flash recovery area, aonde serão colocado os logs de flashback.

alter system set db_recovery_file_dest=’/flash_recovery_area’;

alter system set db_recovery_file_dest_size=8G; # limitando a area, parametro configurado se quiser

3 Defnir retenção do FlashBack, especifica um tempo em minutos(padrão é de um dia), o espaço de log é definido de forma circular aonde os dados mais antigos é sobrescitos por dados mais recentes

alter system set db_flashback_retention_target=240;

4 Abaixar e montar o banco

shutdown immediate

startup mount

5 Habilitar o logging de flashback

alter database flashback on;

Inicia o processo RVWR e alocará um buffer(flashback generation buff) de flashback na SGA.

6 Abrir o banco

alter database open;

          Verificar Flashback no Banco de Dados Oracle

Verificar se o banco esta em flashback

SQL> select flashback_on from v$database;

Verificar logs de flashback:

SQL> select oldest_flashback_scn,oldest_flashback_time from v$flashback_database_log;

Verificar se a tablespace esta em modo de flashback

SQL> select tablespace_name,flashback_on from v$tablespace;

            Usando a tecnologia FlashBack database

  – Para usar o Flashback database via SQLPlus, pode voltar usando timestamp ou SCN

Abaixar o banco e coloca-lo em mount, segue:

SQL> flashback database to timestamp to_timestamp(’06-10-10 10:00:00′,’dd-mm-yy hh24:mi:ss’);

SQL> alter database open read only; # verificar se as configurações voltaram conforme timestamp

Ao termino abrir o banco com resetlogs

  – Usar o Flashback database via RMAN

RMAN> flashback database to time=to_date(’06-10-10 10:00:00′,’dd-mm-yy hh24:mi:ss’);

RMAN> flashback database to scn=27282625;

RMAN> flashback database to sequence=2122 thread=1;

Excluindo tablespaces do Flashback

Só pode ser executado com o banco de dados em mount

SQL> alter tablespace <tablespace_name> flashback off;

ou adicionar flashback a tablespace

SQL> alter tablespace <tablespace_name> flashback on;

Bom galera ai está um pouco sobre a tecnologia Flashback muito util em alguns casos.

Abraços

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: