Início > Oracle > Como DBAs matam Dragões

Como DBAs matam Dragões

Como não poderia faltar em meu Blog, segue

DBA Oracle: Espera a Oracle comprar uma empresa que mate dragões e outra que case com princesas. Quando isto finalmente acontece, descobre que os dois produtos não são integrados, e ele nem tem orçamento para comprar estas opções. Então ele implementa apenas o cavalo, e a princesa morre virgem.

DBA SQL Server: Quando consegue fazer com que o dragão seja morto e a princesa seja salva sem causar um Deadlock, espera a Interface Gráfica para fazer isso carregar, mas aí descobre que ela só funciona em castelos de arenito.

DBA PostgreSQL: Escreve uma Stored Procedure para subir no cavalo em  PL/Perl, uma para entrar no castelo em  PL/Python, uma para matar o dragão em PL/pgSQL, uma para salvar a pricesa em PL/Java, uma para casar com a princesa em PL/PQP, mas se recusa a continuar pois o dragão é proprietário e a princesa não está no padrão ANSI.

DBA DB2: Possui uma espada super afiada, um cavalo veloz, uma armadura impenetrável e aprova de fogo, um escudo poderoso, um capacete inquebrável, mas ninguém é encontrado que saiba utiliza-los.

DBA Sybase: Recusa-se a aumentar os Locks necessários para matar o dragão, e diz que um Rebuild completo do castelo irá resolver o problema.

DBA Informix: É habilidoso com a espada e o cavalo, galante com a princesa, mas tem um enfarto ao ver o dragão, pois já passou dos 70 anos e não tem mais idade para isso.

DBA MySQL: Após ativar o Engine para montar o cavalo, o Engine para empunhar a espada, o Engine para matar o dragão e o Engine para salvar a princesa, estoura a memória do servidor e ele reinicia em um Crash fatal.

SAP Basis: Segura a espada do aldo errado e se corta todo, acha uma Nota para corrigir isto, mas enquanto implementa a correção não percebe que o dragão já comeu sua perna, pois não havia uma transação que visualizasse isto.

DBA Oracle ATG: Aguarda um patch para matar o dragão, depois permissão do suporte da Oracle para implementa-lo em seu cenário, mas quando consegue, a princesa desistiu e casou com o dragão.

DBA Multi-banco: Atrapalha-se todo com a sintaxe de cada tarefa, e acaba montando no castelo, matando a princesa, salvando o dragão, e morre ao tentar se casar com a espada.

DBA NoSQL: Diz que não é necessário espada, nem cavalo, e que na verdade nem é necessário matar dragões para salvar a princesa, e que mesmo casar com pricesas é um conceito ultrapassado. Vai pra casa e fica jogando Wii.

DBA Access: Fica tentando subir no cavalo, mas não consegue. Vai a pé mesmo, tropeça ao entrar no castelo, cai no fosso e é comido por jacarés. O dragão se cansa e solta a princesa.

Categorias:Oracle
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: